Putin: EUA interfere em outros países e deveria esperar resposta espelhada

por Pedro Marin | Revista Opera

0
131
(Foto: Presidência da Rússia)

A Rússia nunca interferiu em questões internas dos Estados Unidos e não planeja fazê-lo, declarou na última quinta-feira (11) o presidente russo Vladimir Putin, dizendo que, ao contrário, são os EUA quem “interferem em todo o lugar” e que o país deveria esperar uma resposta recíproca.

A declaração foi dada durante uma coletiva de imprensa na sede do jornal Komsomolskaya Pravda, e foi feita após a publicação de um relatório por parte de congressistas democratas do Comitê do Senado para Relações Exteriores, que culpam o presidente por uma “campanha de 20 anos” para minar a democracia pelo mundo por meio de “desinformação, ciberataques, invasões militares, supostos assassinatos políticos, ameaças à segurança energética, interferência eleitoral e outras táticas subversivas.”

O relatório, publicado na quarta-feira, inclui mais de 30 recomendações em resposta às “táticas subversivas” russas, incluindo o estabelecimento de uma estrutura dentro da OTAN para lutar contra ciberataques russos. Além disso, o relatório trata do trabalho dos jornais Russia Today e Sputnik News, considerados “os principais meios de propaganda externa do governo russo.” O reatório recomenda ainda a divulgação “de mais cultura popular americana” para “neutralizar as medidas do Kremlin.”