Governo da Síria ameaça disparar contra aviões turcos caso ataquem milícias curdas em Afrin

por Pedro Marin | Revista Opera

0
171
(Foto: Abkhazian Network News Agency)

O governo da Síria fez um apelo à Turquia nesta quinta-feira (18), por meio de seu Ministério de Relações Exteriores, para que não bombardeie milícias curdas na região de Afrin, ameaçando disparar contra seus aviões caso o ataque ocorra.

“Nós avisamos à liderança turca que, se eles iniciarem operações de combate na região de Afrin, isso será considerado um ato de agressão do Exército Turco”, disse o vice-ministro de Relações Exteriores sírio, Faisal Meqdad. “As forças de defesa aérea da Síria já recuperaram sua força total e estão prontas para destruir aviões turcos nos céus da República Árabe da Síria”, completou.

A declaração ocorre após o país ter ameaçado atacar as milícias curdas na região para impedir a criação de uma “força de fronteira” de mais de 30 mil homens apoiada pelos Estados Unidos, considerada pelo presidente turco Recep Tayip Erdogan como um “ninho de terroristas.”

Apesar das ameaças por parte do governo sírio, Damasco também condena a criação da força patrocinada pelos EUA, e que contaria com combatentes das chamadas Forças Democráticas da Síria (SDF).