“Guerra Fria voltou”, diz secretário-geral da ONU sobre a Síria

por Pedro Marin | Revista Opera

0
204
(Foto: Mil.ru)

O secretário-geral da ONU, António Guterres, declarou nesta sexta-feira (13), durante uma reunião do Conselho da Organização para discutir as tensões na Síria, que “a Guerra Fria voltou.”

De acordo com Guterres, o Oriente Médio vive hoje uma situação de caos, dizendo que há o risco de que os conflitos aumentem até um ponto incontrolável. “As crescentes tensões e a incapacidade de alcançar compromissos para estabelecer um mecanismo de prestação de contas (sobre o uso de armas químicas na Síria) ameaçam levar a uma total escalada militar”, disse o secretário-geral.

A declaração de Guterres ocorre em uma semana de elevação de tensão entre EUA, Reino Unido, França e Rússia acerca da Síria. Também nesta sexta-feira o chanceler russo Serguei Lavrov declarou que o suposto ataque químico do último sábado contra Ghouta Oriental, na Síria, foi armado por agentes estrangeiros, dizendo ainda ter “evidências irrefutáveis” de que o ataque foi forjado como parte de uma “campanha russofóbica.” Em resposta ao suposto ataque, EUA, França e Reino Unido planejam uma ação militar contra a Síria. Desde terça-feira (10) o presidente norte-americano Donald Trump tem dito que realizará um ataque com mísseis contra o país.