Representante sírio na ONU acusa Hollande de ter assassinado civis como vingança por ataque em Nice

por Pedro Marin | Revista Opera

0
221

O representante sírio na Organização das Nações Unidas (ONU), Bashar Jaafari, disse nesta segunda-feira (25) que o bombardeio francês no norte da Síria feito no último dia 19, que resultou na morte de 164 civis, foi uma ação de vingança do Presidente francês François Hollande pelo atentado em Nice.

“A Força Aérea francesa bombardeou a localidade e causou várias vítimas: duas vezes mais do que aquelas que morreram no ataque em Nice. O Presidente francês quis vingar-se do que ocorreu ali, e matou 164 civis”, denunciou Jaafari durante a reunião do Conselho de Segurança da organização, dizendo que membros do Estado Islâmico deixaram a localidade pouco antes do ataque.

O representante da Rússia, Vitali Churkin, também pediu por esclarecimentos sobre o bombardeio, enquanto a representante dos EUA, Samantha Power, disse que seu país “estudará cuidadosamente e a fundo toda informação fidedigna” sobre o ataque e manterá contato com “organizações da sociedade civil síria.”

A afirmação de Power de que se estudaria o caso com informações de organizações não-governamentais irritou Churkin, que disse que os ataques da coalizão liderada pelos EUA são facilmente verificáveis. “Não quero crer que o estado militar da coalizão liderada pelos EUA seja tão lamentável. Esta reivindicação à sociedade civil me faz pensar que nunca saberemos a verdade, que tudo será varrido para debaixo do tapete”, disse o representante russo.