Hillary Clinton acusa Rússia por vazamento de emails da Convenção Democrata

por Pedro Marin | Revista Opera

0
119
(Foto: Governo da Rússia)

Acandidata democrata à Presidência dos EUA e ex-Secretária de Estado, Hillary Clinton, disse no último sábado (30), durante entrevista à Fox News, que serviços de inteligência russos estiveram por trás do vazamento de emails da Convenção Nacional Democrata, e acusou o candidato republicano, Donald Trump, de apoiar o Presidente russo Vladimir Putin.

“Nós sabemos que serviços de inteligência russos invadiram [os computadores da] Convenção Nacional Democrata e nós sabemos que eles arranjaram para que muitos destes emails fossem vazados, e nós sabemos que Donald Trump tem demonstrado uma preocupante boa vontade em apoiar Putin”, disse a candidata durante a entrevista.

Leia mais – Hillary e Trump: Uma moeda, duas faces

A candidata se refere aos quase 20 mil emails vazados pelo site Wikileaks na penúltima sexta-feira (22). Alguns dos emails sugeriam um conluio dentro do partido democrata para prejudicar o candidato Bernie Sanders, o que motivou a renúncia da Presidente da Comitê Nacional Democrata Debbie Wasserman Schultz nessa semana.

Oficiais do governo americano, do Comitê Democrata e empresas de segurança virtual disseram que havia evidência de participação russa no vazamento. Moscou negou as acusações na última terça-feira, classificando-as como “absurdas.” O criador do Wikileaks, Julian Assange, disse que “não há prova nenhuma” de que o vazamento se trate de uma operação de inteligência russa, dizendo que a acusação se trata distração por parte da campanha de Hillary.