Ucrânia: Soldados voluntários estupraram menores de idade, diz deputada

por Pedro Marin | Revista Opera

2
368

Celulares apreendidos de comandantes da unidade voluntária Tornado (торнадо), que luta por Kiev contra os rebeldes no leste na Ucrânia, continham vídeos de estupros de menores de idade, denunciou no último sábado a deputada ucraniana Tatyana Chronovol, durante entrevista ao canal ucraniano 112.

“Haviam até bebês. Eu imagino que a mãe do bebê foi obrigada a fazer isso, sob ameaça de matarem sua filha”, disse a deputada, que anunciou que os vídeos agora fazem parte de um processo contra os soldados.

Leia mais: 5 coisas que a Netflix não nos disse sobre a Ucrânia

A denúncia, feita pela parlamentar do partido “Frente Popular” (segundo maior partido no país e parte da coalizão do Presidente Petro Poroshenko), ocorre após oito soldados da unidade terem sido presos em junho, por participação em sequestros, estupros e torturas contra residentes do leste do país. À época, a investigação concluiu que os voluntários da unidade haviam instalado uma câmara de tortura no porão de uma escola abandonada.

A unidade Tornado foi formada em outubro de 2014, e fez parte do Ministério do Interior da Ucrânia.

2 COMENTÁRIOS