Bolívia: Governo confirma assassinato de vice-ministro por mineiros cooperativistas

por Pedro Marin | Revista Opera*

0
162
(Foto: Jorge Mamani/Presidência da Bolívia)

O governo boliviano confirmou na noite da última quinta-feira (25) o falecimento do vice-ministro do Regime Interno e Polícia, Rodolfo Illanes, nas mãos de mineiros cooperativistas que bloqueiam a estrada La Paz – Oruro desde terça-feira.

“Todos os indícios indicam que nosso vice-ministro Illanes tenha sido covarde e brutalmente assassinado”, disse o ministro de Governo da Bolívia, Carlos Romero.

Illanes havia sido capturado por mineiros na manhã de quarta-feira. O ministro de Governo denunciou que ele havia sido sequestrado e que os mineiros pretendiam “torturá-lo.”

O presidente da Bolívia, Evo Morales, lamentou o assassinato de Illanes, e proclamou luto nacional por três dias. “Os verdadeiros mineiros cooperativistas foram enganados por alguns dirigentes […] quando há interesses políticos, não é uma reivindicação social, e sim política”, disse Evo, que lamentou a morte de Illanes: “O falecimento do irmão vice-ministro Illanes dói muito, é uma atitude covarde… sequestro, tortura e sua morte. É imperdoável, não entendendo, não entendo como pode haver irmãos cooperativistas que agridam dessa maneira.”

Sobre a morte de três mineiros durante enfrentamentos com a polícia, o presidente disse que o governo “nunca ordenou o uso de armas letais”, e que “suspeitosamente, houve mortes que devem ser investigadas profundamente pelas autoridades competentes.”

Os mineiros cooperativistas protestam contra uma lei promulgada pelo presidente Morales que permite a formação de sindicatos em instituições cooperativas.

*Com informações da Telesur