Rússia diz que interceptou aviões-espiões dos EUA em sua fronteira

por Pedro Marin | Revista Opera

0
201
(Foto: Greg L. Davis / Wikipedia Commons)

Aviões-espiões norte-americanos tentaram se aproximar da fronteira russa sobre o Mar Negro, acusou nesta quarta-feira (7) o Ministério da Defesa da Rússia.

“Em 7 de setembro, os aviões de vigilância norte-americanos P-8 Poseidon tentaram se aproximar duas vezes à fronteira russa, com seus transponders [aparelho que possibilita a identificação de aviões em radares] desligados”, disse o porta-voz do ministério, Major General Igor Konashenkov.

De acordo com o ministério, dois caças russos interceptaram os aviões, e agiram “em estrita acordância com a lei internacional.”

De acordo com a Reuters, no entanto, dois oficiais norte-americanos não-identificados acusaram a Rússia de levar a cabo uma interceptação “insegura e não-profissional” dos aviões, que, de acordo com os oficiais, faziam uma “patrulha comum” sobre o Mar Negro.

“Essas ações têm o potencial de escalar tensões entre os países de maneira desnecessária, e poderia resultar em um erro ou acidente que poderia resultar em ferimentos graves ou morte”, disse o Departamento de Defesa dos EUA.

O Ministério da Defesa da Rússia disse que essa é “a última tentativa de aviões norte-americanos em tentar se aproximar da fronteira russa”. Ainda de acordo com o ministério, a ação ocorreu próximo à região onde grandes treinamentos militares das forças armadas russas, apelidados como “Caucasus-2016”, estão sendo realizados.