Em um ano, bloqueio contra Cuba representou prejuízo de 4,68 bilhões de dólares

por Pedro Marin | Revista Opera

0
211
(Foto: Jorge Royan / Wikipedia Commons)

Entre abril de 2015 e março de 2016, o bloqueio dos EUA contra Cuba representou um prejuízo de 4,68 bilhões de dólares para o país, declarou na última sexta-feira o chanceler cubano Bruno Rodríguez.

“Hoje não há nenhum setor em Cuba que não sofra as consequências do bloqueio”, disse o chanceler, que enfatizou que as medidas promulgadas pelo governo norte-americano até o momento têm um alcance limitado. “Ninguém ignora ou pretende esconder os erros que são de nossa responsabilidade, mas não deveriam subestimar as causas do bloqueio, que é o principal obstáculo para nosso desenvolvimento, é injusto, é excludente”, disse Rodríguez.

Ainda de acordo com Rodríguez, que apresentou os dados por ocasião do informe anual do bloqueio dos Estados Unidos contra Cuba, nas últimas seis décadas o bloqueio representou um prejuízo de quase 126 bilhões de dólares, o que representa quase duas vezes o PIB do país, considerando o ano de 2011 (68 bi).

O chanceler disse também que o governo cubano apresentará no dia 26 de outubro uma resolução intitulada “Necessidade de pôr fim ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos EUA contra Cuba” na Assembleia Geral das Nações Unidas. Será o 25º ano em consecutivo que a resolução é posta em votação. Em 2015, todos os países-membro da ONU aprovaram a resolução, com exceção de Israel e EUA.