Putin: Assassinato de embaixador russo é “provocação” para prejudicar processo de paz na Síria

por Pedro Marin | Revista Opera*

1
289
(Foto: Presidência da Rússia)

O Presidente russo Vladimir Putin disse nesta segunda-feira (19), durante coletiva de imprensa, que o assassinato do embaixador russo Andrey Karlov, em Ankara, foi uma “provocação” com o objetivo de “prejudicar o processo de paz na Síria”.

“Esse assassinato é claramente uma provocação, com o objetivo de prejudicar a melhoria e a normalização das relações entre Rússia e Turquia, além de prejudicar o processo de paz na Síria promovido pela Rússia, Turquia, Irã e outros países interessados em resolver o conflito na Síria”, disse o presidente russo.

O presidente russo disse também que a “única resposta” que a Rússia deve dar ao ataque é “aumentar a luta contra o terrorismo”. “Os assassinos sentirão isso”, disse Putin.

Ele também disse que Karlov era um “diplomata brilhante, amplamente respeitado no país onde trabalhava”, e afirmou que solicitará que o diplomata seja condecorado post-mortem.

Karlov foi baleado durante a abertura de uma exposição de fotografia em Ankara, na Turquia. Ele foi atendido no local, mas não resistiu. Imediatamente após balear o embaixador russo, o assassino gritou “Allahu Akbar” (Alá é grande) e “Não esqueçam Allepo! Não esqueçam a Síria!”. Um vídeo do momento foi divulgado. As imagens podem ser desconcertantes para alguns leitores.

 

 

*Com informações da RT

1 COMENTÁRIO